Piloto faz ‘pouso milagroso’ em milharal após avião se chocar com pássaros

Um avião de passageiros de uma companhia russa fez um voo de emergência em um milharal próximo a Moscou, depois de ter sido atingido por um bando de pássaros.

Vinte e três pessoas ficaram feridas no incidente, algumas delas em estado grave. O Ministério da Saúde disse que cinco crianças estavam entre as pessoas hospitalizadas após o acidente.

O Airbus 321 da Ural Airlines seguia para Simferopol, na Crimeia, com 233 pessoas a bordo, quando se chocou com um bando de gaivotas pouco após a decolagem, avariando os motores.

Os pássaros foram sugados pelas turbinas; e a tripulação se viu obrigada a fazer o pouso forçado.

O avião aterrissou com motores desligados e o trem de pouso recolhido numa plantação de milho, segundo disseram autoridades russas.

‘Milagre’

A imprensa estatal russa está chamando a aterrissagem de “milagre de Ramensk”, nome do local onde o avião pousou, a cerca de 50 quilômetros de Moscou, atesta o MSN.

A companhia aérea disse que o avião ficou tão danificado que não vai voar novamente. Uma investigação oficial já está em andamento.

Um passageiro disse à TV estatal que o avião começou a tremer violentamente após a decolagem. “Cinco segundos depois, as luzes do lado direito do avião começaram a piscar e havia um cheiro de queimado. Depois pousamos e todos correram”, relatou.

A agência de transporte aéreo Rosaviatsia disse que o avião pousou em um milharal a cerca de um quilômetro da pista do Aeroporto Internacional de Zhukovsky.

Os passageiros foram retirados do avião. Os feridos, alguns deles em estado grave, foram levados ao hospital para tratamento.

A maioria dos passageiros foi levada de volta ao aeroporto. O diretor-geral da Ural Airlines, Kirill Skuratov, disse à agência de notícias russa Tass que os passageiros que desejassem continuar com a viagem seriam colocados em voos alternativos após exames médicos.

A mídia russa comparou o acidente ao voo da companhia americana US Airways que, em 2009, realizou um pouso de emergência no rio Hudson, em Nova York, pouco depois da decolagem.

Colisões entre pássaros e aviões são uma ocorrência comum na aviação, com milhares de registros reportados todos os anos apenas nos EUA. No entanto, raramente resultam em acidentes ou causam danos à aeronave.

15/08/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *