‘Que diferença faz quem é o Chico Mendes?’, questiona ministro do Meio Ambiente

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , disse na noite de segunda-feira em entrevista ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura, que não o conhece e que já ouviu referências positivas e negativas sobre o líder seringueiro Chico Mendes , falecido em 1988 e reconhecido internacionalmente como defensor da floresta amazônica. No final do programa, o ministro foi instado a falar sobre o líder seringueiro e, pressionado pelos entrevistadores, declarou que é pragmático.

— O fato é que é irrelevante. Que diferença faz quem é o Chico Mendes neste momento? — perguntou o ministro.

Na entrevista, o Salles voltou a defender um modelo de autolicenciamento ambiental e sustentou que a definição de “focos” em casos mais complexos poderá evitar a repetição de tragédias como o rompimento das barragens de Brumadinho, em janeiro deste ano, e Mariana, em 2015, revela o Extra.

O ministro defendeu que um modelo no qual o licenciamento pode ser feito de forma automática pode servir, por exemplo, para o caso de uma pequena supressão de vegetação em área rural ou a troca do plantio de uma cultura por outra.

— A pessoa faz a autodeclaração sob as penas da lei e, ao estado, cabe fiscalizar depois — sustentou Salles.

Gabeira e Marina Silva criticam ministro

Ao blog “Politicando”, do jornal “O Globo”, o jornalista e ex-deputado federal Fernando Gabeira afirmou que Salles foi “arrogante” quando disse que não sabia quem era Chico Mendes.

“Não creio que ele ignore a passagem de Chico Mendes por Xapuri. Salles dirige, entre outros, o ICMBio, que se chama Instituto Chico Mendes e é responsável pelos parques nacionais”, destacou Gabeira. “Muito possivelmente, o ministro tenha uma intepretacão própria da história moderna do Acre. Mas ele não a revelou. A história oficial continua considerando Chico Mendes um mártir na defesa da Amazônia”.

No Twitter, Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente e companheira de Chico Mendes no movimento sindical nos anos 1980, também criticou Salles. O ICMBio foi criado em 2007, quando Marina comandava a pasta de Meio Ambiente no governo Lula.

‘Dizem que era grileiro’, afirma Salles

Em entrevista ao blog do colunista Bernardo Mello Franco, també no jornal “O Globo”, Ricardo Salles ainda afirmou, em meio à repercussão de sua fala no programa, que “o pessoal do agro, que conhece a região, diz que ele (Chico Mendes) era grileiro” . O ministro também disse não se importar com as críticas por ter assumido o cargo sem conhecer a Amazônia.

12/02/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)